Pra quem está acompanhando as notícias desta Copa do Mundo, os casos de brasileiros assediando mulheres na Rússia não deve ter passado despercebido.



> Bruna Marquezine foi de jatinho pra Rússia. Descubra detalhes e o preço aqui
Até agora foram pelo menos três vídeos de grande repercussão e dentre eles, dois envolvendo mineiros.

Basicamente, nas situações, os brasileiros se aproveitaram da falta de conhecimento da língua portuguesa por parte dos estrangeiros e os fizeram falar palavras de baixo calão.

Advertisement

Após toda essa polêmica, porém, os internautas decidiram relembrar um outro caso, desta vez envolvendo um repórter brasileiro da TV Globo e do SporTV.



> Após noite com travestis no motel, ator da Globo é chantageado e fotos vazam nesta sexta; veja aqui as imagens
Durante as Olimpíadas de 2016, Ben-Hur Correia participava de uma transmissão ao vivo quando um grupo de mulheres estrangeiras o abordou, interrompendo a transmissão.

Em um certo momento, as mulheres passam a mão pelo corpo do repórter, que aparentemente constrangido diz não saber o que fazer. Foi o bastante para que muitos internautas questionassem porque o episódio não ganhou tanta repercussão quanto aos casos atuais.

Advertisement

Bom, pelo que parece a resposta vem do próprio repórter através de suas redes sociais: “Primeiro, a gente não pode comparar a minha situação naquele vídeo com a situação que a menina russa sofre no vídeo rodeada por brasileiros. Eu não fui coagido, eu não fui insultado e eu não fui induzido a falar palavras que me insultam num idioma que eu nem conheço. As situações são bem diferentes“, diz ele.



> Casamento de Isis Valverde exalava cheiro de maconha, veja aqui
Ele segue dizendo que se quisesse, poderia sair da situação sem constrangimentos: “Eu conseguiria me desvincilhar daquela situação de uma forma mais normal, mais natural. Se fosse uma menina na minha situação, rodeada por homens, aí sim seria muito mais preocupante”.

Assista os dois vídeo logo abaixo:

Advertisement










Advertisement

1 COMMENT

  1. Na verdade a situacao é a mesma.mas pros homens é diferente ne… No caso da russa.se fosse um homem brasileiro rodeado por russas…como foi aqui com o reporter ele receberia elogios…ninguem condenaria o assedio das russas

Comments are closed.