Ana Maria Braga virou um dos assuntos mais comentados da web nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra. Ao encerrar o Mais Você, a apresentadora acabou cometendo uma contradição e se tornando alvo de várias críticas na internet.

A data que é usada para uma reflexão sobre as condições históricas e atuais das pessoas negras, foi discursada por Ana Maria como consciência humana, e não consciência negra.

Leia também: Em crise, Globo vende um de seus veículos e deixa cenários mal-acabados; veja foto comprovando

Advertisement

“A gente não precisa de um dia da consciência negra, branca, parda, amarela, albina. A gente precisa de 365 dias de consciência humana”, disse, atribuindo a frase à Thiago Saraiva, um autor presente em um site de citações da web. Ana Maria ainda deu ênfase à afirmação, dizendo que assinava embaixo com todo o seu coração.

Na web, os internautas não perdoaram a declaração e teceram diversas críticas à apresentadora. Grande parte dos usuários remeteu suas crísticas fazendo menção ao assassinato de um homem negro, dentro do Carrefou, por seguranças, na última quinta-feira (19). João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos de idade, foi espancado por dois seguranças do hipermercado até morrer.

Advertisement

Leia também: Tony Ramos revela o que vai acontecer se demissão da Globo se confirmar; veja o que ele disse

Advertisement