William Bonner participou da cerimônia do Melhores do Ano que aconteceu no último domingo (02). O jornalista fez um desabafo sobre a pandemia e aproveitou para parabenizar sua colega de bancada, Renata Vasconcellos, que venceu a categoria de jornalismo.

“Ela é uma parceira incrível. A gente passou por maus bocados. Eu, Renata, equipe do JN, jornalistas e o pessoal da área técnica. Não foi fácil. Esse prêmio para a Renata é muito merecido. Estou muito emocionado. É muito justo”, disse Bonner durante a cerimônia.

Em um outro momento da premiação comandada por Luciano Huck, Bonner comentou sobre a polarização política que vem acontecendo no Brasil e a dificuldade de fazer jornalismo por conta do extremismo.

Advertisement

“Eu acho que nós estamos passando por um momento, não só no Brasil, mas no planeta de uma polarização excessiva e a imprensa independente não tá aqui pra agradar ninguém. E ela (imprensa) tá aqui pra cumprir seu dever e ao cumprir esse compromisso pode desagradar os extremos”, comentou o jornalista.

Ele ainda ressaltou: “Eu tenho que te dizer que um momento como esse, no Melhores do Ano, nos permite ver como fazemos um trabalho complementar”.

Advertisement

“Porque enquanto nós, jornalistas, estamos informando, combatendo a desinformação, dentro da grade de programação da Globo, nós estamos ali convivendo com entretenimento, show, novela, arte… e informação e arte salvam o país, meu amigo. Estamos no mesmo barco”, finalizou o âncora do Jornal Nacional.

Advertisement