O deputado Túlio Gadêlha (PDT) e a apresentadora Fátima Bernardes foram alvos de bolsonaristas após o político fazer uma pergunta ao ministro da Economia, Paulo Guedes e ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Tudo começou quando Túlio questionou uma suposta irregularidade na venda de dívidas atrasadas ao banco BTG. “Bolsonaro por que o banco BTG, fundado pelo Paulo Guedes, pagou R$ 370 milhões por uma carteira de crédito do BB que vale R$ 3 bilhões?”, perguntou o deputado.

Leia também: Fátima Bernardes se despede do filho em triste ocasião e faz declaração; veja aqui

Advertisement

Um internauta pró-Bolsonaro respondeu: “1. Era uma carteira com credito podre, c/ risco de calote. 2. A precificação foi realizada p/ uma consultoria externa, contratada pelo próprio BB. 3. Foi uma concorrência aberta, entre 4 instituições. 4. Você já é fraco nos trabalhos legislativos, não se meta no financeiro”.

Imediatamente, os bolsonaristas começaram a atacar o deputado, usando o nome da apresentadora do Encontro. “Ele é só o namorado da Fátima que surfou nessa onda, é um parasita da câmara, jamais vai entender de finanças, só se acha lacrador: Toma, fala o que quer ouve o que não quer. Democracia!”, escreveu uma internauta.

Advertisement

Leia também: Governo Bolsonaro vai atrás de atores da Globo e pode tirar milhões deles; veja aqui

“Eu fico puto com gente que vota num abobalhado desses só por que ele é namorado da Fátima Bernardes, assim como votam em ex-BBB e tantos e tantos outros personagens que não possuem qualificação mínima para legislar pelo país. São os analfabetos políticos com obrigatoriedade de voto!”, disse outro.

Confira:

Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

Me siga no Instagram e saiba de tudo antes de todo mundo; veja aqui