A Globo vem reduzindo o número de contratos fixos da emissora, encerrando acordos de pessoas antes vistas como intocáveis, como Tarcísio Meira e Glória Menezes. Esse novo modelo de contratação vem gerando tensão e dúvidas em seu elenco, que não entende as justificativas para renovar com um ator e não com outro.

Para permanecer com um contrato exclusivo com a emissora, a Globo adotou três critérios: interesse artístico, acordo de piso salarial menor e frequência de trabalho.

Leia também: Tony Ramos detona Globo por demitir Tarcísio Meira e Glória Menezes; veja aqui o que ele disse

Advertisement

Após avaliar o seu interesse em continuar com o artista, a Globo estipula que o salário fixo chegue a no máximo R$ 40 mil, quando o ator estiver fora do ar, com raras exceções. Quem não aceitar a redução não permanecerá na emissora, independente do seu patamar.

Como o objetivo é reduzir o número do casting, outro critério será o número de trabalhos realizados recentemente. A ordem é de que quem optou por ficar muito tempo sem projeto na grade seja dispensado.

Advertisement

Leia também: Revelado o real motivo de porque a Globo está demitindo em massa; veja aqui

Já no caso da dramaturgia, outro critério é a preferência por novelas. Os atores que estão acostumados com séries, por exemplo, serão chamados por obra. Quem tem grande rotatividade nos folhetins, como Rafael Cardoso e Thiago Fragoso, por exemplo, terão preferência na renovação, desde que aceitem as outras regras.

Advertisement