Desempregado desde o fim do seu contrato com a Globo, Antônio Fagundes falou sobre a atitude da emissora de demitir vários dos seus artistas, em uma entrevista para a revista Veja. “Escuto muito: ‘Você deu 44 anos da sua vida pra eles’. Não, não dei nada para ninguém. Foi uma troca”, considerou o ator.

“Comparando, é como se um museu que durante décadas expôs a Monalisa, de repente resolvesse se desfazer justamente dela. Pode ser bom, do ponto de vista administrativo e financeiro, mas corre-se um grande risco”, declarou.

Leia também: Homem deixa Luciano Huck sem graça e constrangido na Globo ao falar verdade na cara; veja o que ele fez aqui

Advertisement

“A Globo não é uma fábrica de sapatos, trabalha com arte, emoção e fidelidade. Durante cinquenta anos, o público assistiu a essas pessoas nessa emissora e tem um carinho especial por elas”, afirmou. “É como se a empresa se propusesse esquecer todo o passado e começar o futuro. Pode dar certo, mas também pode não dar”, acrescentou o ator.

Leia também: Globo quer fazer algo terrível com jornalista e ela não aceita o que queriam; veja o que aqui

Advertisement

Apesar de estar sem trabalho fixo, Antônio Fagundes revelou que está em negociações com a Globo para participar do remake de Pantanal. “Só que a empresa mudou sua forma operacional. Entendo que não é específico comigo, que não fui mandado embora porque não sirvo mais. Até porque já estão querendo me contratar para o remake da novela Pantanal, no ano que vem”, contou

Advertisement