William Bonner sempre se mostrou muito profissional em relação aos ataques recebidos por parte de Jair Bolsonaro (sem partido). O político já chamou o jornalista de “sem vergonha”, “maior canalha”, “mentiroso” e “cara de papel”, mas o apresentador nunca revidou com o mesmo tom.

Nesta quarta (28) e quinta-feira (29), Bonner voltou a desmentir Bolsonaro, mas usando eufemismos como “inverdade” e “declaração inverídica” para dizer que o presidente mentiu ao alegar ter sido impedido pelo STF de atuar amplamente no combate contra a pandemia da Covid-19.

O jornalista é o editor-chefe do Jornal Nacional e muitas vezes é o responsável pela versão final das reportagens e declarações feitas pelo telejornal. Com isso, o máximo que se permite, às vezes, em relação à postura de Bolsonaro, é demonstrar repúdio com expressões faciais. Algumas caretas, inclusive, já se tornaram memes na internet.

Advertisement

Muitos telespectadores se perguntam o porquê de Bonner nunca retaliar as declarações do presidente. Isso acontece porque o jornalista demonstra respeitar a institucionalidade de Bolsonaro. Apesar de suas posturas, ele ainda é o chefe do Executivo e chamá-lo de mentiroso pode ser hostil e provocativo.

Além disso, Bonner sabe que se for responder no ar cada ataque verbal, dará ainda mais visibilidade para Bolsonaro, alimentando um conflito estéril.

Advertisement
Advertisement