Fátima Bernardes quebrou o protocolo da Globo ao ironizar ao vivo a fala do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Ela replicou a fala de que a vacina deve chegar no “dia D na hora H”.

O ministro afirmou que as primeiras doses da vacina contra o novo coronavírus serão dadas quatro dias após a Anvisa dar o sinal verde para as vacinas da Oxford e do Butantan, no entanto, ele não deu uma data certa para o início da vacinação.

No comando do Bem Estar, Michelle Loreto passou o bastão para Fátima e disse que seu desejo é voltar para o programa matinal para “dizer que já tem uma vacina aprovada no Brasil”.

Advertisement

“Esse vai ser o dia D, então? Quatro dias depois de aprovada”, ironizou Fátima Bernardes. “O dia D. Depois a gente sabe da hora H do mês M”, emendou Loreto. As duas caíram na gargalhada.

A declaração feita pelo ministro aconteceu em Manaus, um dos epicentros de novos casos da segunda onda da Covid-19 no Brasil. “Todos os Estados receberão simultaneamente as vacinas. A vacina vai começar no dia D e na hora H. No dia D e na hora H no Brasil”, disse ele.

Advertisement
Advertisement