Alvo constante de boicote dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Jornal Nacional tem o intervalo mais caro da TV brasileira. A Globo atualizou os seus valores para 2021 e aumentou em R$4,5 mil o preço de um comercial de 30 segundos no noticiário.

Agora, para exibir a sua marca nesse horário nobre, em um dia de semana, o anunciante terá que desembolsar R$852.400. O valor fica ainda mais caro caso a empresa decida optar pelo “golden break”, em que a inserção é veiculada sozinha, sem dividir espaço com nenhum anunciante. Isso ocorre no intervalo entre a escalada (apresentação dos principais assuntos do dia no jornal) e o primeiro bloco do folhetim.

Leia também: William Bonner detona Jair Bolsonaro, mas comete erro ao vivo na Globo; veja o que ele falou

Advertisement

Para ter essa visibilidade exclusiva,  a empresa deve pagar R$ 1.363.840 (em 2020, o valor era de R$ 1356.640). Aos sábados a emissora carioca oferece um desconto ao anunciante: o mesmo anúncio custa R$ 1.166.720 (contra R$1.160.640 em 2020).

Advertisement

Já o segundo intervalo mais caro é o da novela das nove. Ter o seu produto divulgado no intervalo de A Força do Querer durante 30 segundos, de segunda a sexta, requer um investimento de R$ 843.400.

No entanto, no passado a trama do horário nobre tinha um intervalo ainda mais caro do que o telejornal. Isso aconteceu pela última vez em 2019, com A Dona do Pedaço.

Leia também: Apresentadora da Globo é demitida e causa climão ao vivo pelo que disse; veja aqui

Advertisement
Advertisement