O Jornal Nacional desta quinta-feira (17) exibiu uma reportagem para falar sobre os ataques homofóbicos sofridos pelos jornalistas Pedro Figueiredo e Erick Rianelli.

Casados, os repórteres foram alvos de comentários preconceituosos por conta de uma declaração no Dia dos Namorados.

A fala de Rianelli foi ao ar em junho do ano passado, mas voltou a viralizar no último fim de semana.

Advertisement

“Pedro Figueiredo, meu amor, meu marido, eu te amo.Feliz Dia dos Namorados para gente e para todos os casais apaixonados que estão nos assistindo. Que todo mundo tenha um Dia dos Namorados maravilhoso”, declarou o jornalista na época. O JN apontou ainda que durante o mesmo jornal, outros repórteres também fizeram declarações para seus amados.

O vídeo voltou a circular pela web e, nos últimos dias, surgiram ataques homofóbicos por Alexandre Geleia, dono de uma lanchonete em Brasília e por um padre do Mato Grosso. Na missa do último domingo (13), o religioso Paulo Antônio Muller usou o momento da homilia para fazer os ataques.

Advertisement

“Desculpa, dois viados. Um repórter e um viadinho, chamado Pedrinho. ‘Prepara meu almoço, tô chegando, tô com saudade’. Ridículo. Que chamem a união de dois viados, duas lésbicas, como querem, mas não de casamento, por favor”, disse o padre durante a missa que estava sendo transmitida ao vivo.

William Bonner então, leu o posicionamento da Globo sobre o caso. “A TV Globo se solidariza com Erick Rianelli e com Pedro Figueiredo, reafirma seu compromisso com a diversidade e repudia veemente toda forma de preconceito”, informou.

Após a exibição da reportagem, os dois jornalistas receberam muito carinho dos internautas. “Vou dormir me sentindo acolhido e muito grato. Depois das palavras dos homofóbicos veio uma onda de carinho e amor. Eu e @pedfig vamos em frente acreditando no afeto e no respeito. Obrigado pelas mensagens, stories e áudios com palavras de incentivo”, escreveu Erick.

Advertisement

Já Pedro, afirmou: “Acreditamos no poder do afeto. E assim foi. Desde o fim de semana recebemos uma chuva de amor, carinho, preocupação e consideração. Agradecemos cada mensagem, cada ligação, cada story, cada gesto. Vamos em frente fortalecidos por essa rede do bem – que respeita as diferenças e não aceita preconceitos. Obrigado, obrigado e obrigado”.

Confira a reportagem:

Advertisement

View this post on Instagram

A post shared by Pedro Figueiredo (@pedfig)

Advertisement

Advertisement