Em uma entrevista para o Mais Você nesta quinta-feira (21), Marcos Mion revelou à Ana Maria Braga que não esperava ser efetivado no Caldeirão. A Globo havia anunciado que o apresentador assumiria o antigo programa de Luciano Huck apenas até o final deste ano.

No entanto, a emissora carioca divulgou ontem que Mion continuará na atração no próximo ano.

“Era só até o final do ano. Depois tinha todos os projetos para fazer com o Multishow, ele foi minha porta de entrada. Tá aí porque eu sabia que tinha que tá aqui. Logo na sequência, veio convite para assumir o Caldeirão até o final do ano. Iria ser outra grade para o final de semana ano que vem. Não diria não, seis meses, que fosse até um mês. Como apresentador você tem alguns sonhos. Essas peças de final de semana da Globo se mexeram a última vez há 20 anos, com Huck e Faustão. Sabia que eu entrava agora ou não entrava mais, era a única chance de realizar um sonho”, afirmou Mion durante o café da manhã com Ana Maria.

Advertisement

O apresentador revelou ainda que no momento em que recebeu a proposta, sua família estava nos EUA para um tratamento de seu filho Romeo, que se enquadra dentro do espectro autista.

Eles decidiu voltar ao Brasil assim que viu a oportunidade da dança das cadeiras. 

Advertisement

“Quando a movimentação começou, eu disse para minha mulher que precisava voltar. Não tinha nenhuma garantia. Só tinha um sonho. Eu tinha muita fé que ia acontecer. Quando recebo a notícia de que vamos ficar fazendo o final de semana na Globo, é muito bonito acreditar nos seus sonhos. É muito mágico realizá-los”, revelou.

Nas redes sociais, Mion compartilhou um vídeo contando a notícia de que continuaria apresentando o Caldeirão no próximo ano, quebrando a previsão de que Ivete Sangalo assumiria o seu lugar.

Confira:

Advertisement

Advertisement
Advertisement