A ex-secretária da Cultura, Regina Duarte, foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal. A atriz terá que publicar em seu Instagram uma retratação por ter compartilhado que foram encontrados R$ 256 milhões nas contas da ex-primeira dama, Marisa Letícia Lula da Silva.

O saldo foi desmentido, sendo o valor real em torno de R$ 26 mil. A diferença nos valores surgiu após um juiz confundir a quantia que Marisa tinha aplicado em CDBs com debêntures de outra natureza. Ele questionou a defesa e antes mesmo do esclarecimento, defensores bolsonaristas começaram a espalhar o valor falso.

Na sentença, o juiz Manuel Eduardo Pedroso Barros afirma que Regina Duarte disseminou fake news a respeito do patrimônio de Marisa, após ter sido “induzida a erro justificável”. No entanto, ele pondera que o conteúdo chegou a diversas pessoas, considerando que “a ré é artista pública, conhecida nacional e internacionalmente, e, à época dos fatos, ainda exercia relevante função na Secretaria de Cultura”.

Advertisement

Leia também: Maju Coutinho está preocupada com sua saúde mental e vai sair; veja aqui o motivo

“A publicação de sentença reconhecendo que a informação anterior foi um erro é forma de minorar a repercussão negativa outrora impingida à família do ex-presidente Lula”, afirmou o juiz, que negou o pedido de indenização por danos morais.

Advertisement

A família de Lula também processa o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), por ter espalhado fake news envolvendo o patrimônio da ex-primeira dama.

Advertisement