Luciano Huck participou do Papo de Segunda, da GNT, com o objetivo de divulgar o seu documentário “2021: O ano que não começou”, produzido por ele durante a pandemia e recém-lançado. No entanto, o apresentador não escapou de algumas provocações durante a conversa.

Ao ser questionado sobre excluir fotos de amigos que foram cancelados pela internet ou envolvidos em investigações, Huck desconversou e afirmou: “Eu nunca apaguei fotos. Eu tenho foto com muita gente, mas nunca apaguei”.

Fábio Porchat chegou a mencionar Aécio Neves (PSDB), do qual Huck já teria sido próximo, mas que acabaria se tornando o “marco zero” da fama do apresentador de apagar fotos. “Cara, eu tenho muita foto, com muita gente”, respondeu o artista.

Advertisement

“Sou um cara da rua, um cara que nunca ficou encastelado. Eu gosto de rua, gosto de viajar, de estar nos lugares. E quanto mais você se expõe, mais riscos você corre. Eu sempre me arrisquei”, disse Huck, afirmando que as fotos que provocam críticas em suas redes sociais são com pessoas que ele diz não saber terem feito coisas erradas ou que iriam cometer irregularidades.

O programa ainda contou com a presença de Angélica, que enviou uma mensagem de vídeo. A apresentadora afirmou que gosta de comemorar o Dia dos Namorados com o marido e ainda ganhou uma declaração de Huck. “Sou louco nela. É uma pessoa que me fez tão bem”, disse ele.

Advertisement
Advertisement