O apresentador da Globo Luciano Huck está cada vez mais perto de declarar que vai abandonar a TV para seguir carreira política.

Quase que diariamente já se especula quem vai ficar com seu lugar na Globo e se Angélica seria demitida por esse motivo.



Urgente: Fátima Bernardes detona Bolsonaro ao vivo na Globo e o associa a crime nesta quarta; veja aqui

Nesta terça-feira, Luciano Huck decidiu comentar sobre o caso em que Jair Bolsonaro (sem partido), faz insinuações sobre uma repórter da Folha.

Advertisement

Para o apresentador, o presidente “ultrapassou as fronteiras da decência” e teve uma atitude “triste e revoltante ao mesmo tempo”.





Leia também: Globo é condenada após homem que participou de pegadinha de Huck morrer; veja aqui

“Tenho evitado comentar declarações públicas de quem quer que seja. Seja porque torço pelo Brasil, seja porque não quero alimentar fofocas e intrigas. Mas as fronteiras da decência foram ultrapassadas hoje. Triste e revoltante ao mesmo tempo”, disse.

Ele continuou as críticas: “Respeito é a base de qualquer sociedade e pilar da democracia. Atiçar a violência contra a mulher e atacar o jornalismo independente são desserviços monstruosos. Meu apoio à mulher e jornalista @camposmello”.



Leia também: Dançarina do Faustão posta foto com vibrador muito grande aparecendo; veja foto

Luciano Huck leva críticas

Desta vez o apresentador foi criticado por ambos os lados. Enquanto os simpatizantes de Jair Bolsonaro não concordaram com as opiniões de Huck, os críticos avaliaram que o comunicador tinha certa hipocrisia.

Isso porque julgam que ele demorou demais a analisar publicamente o comportamento do presidente e só o fez agora porque tem interesses eleitorais.

O filho do presidente, Eduardo Bolsonaro também decidiu atacar Luciano Huck e lembrou que foi ele quem criou o grupo ‘Feiticeiras’.