O jornalista da Globo Flávio Fachel quebrou todas as regras impostas aos contratados da emissora e detonou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Por regra, os funcionários de jornalismo não podem comentar sobre política nem no ar e nem nas redes sociais.

Leia também: Fátima Bernardes esconde “dinheiro na bunda” e Globo toma atitude; veja aqui

Advertisement

Indignado com o posicionamento do presidente, que disse que recusará vacinas contra coronavírus diante da maior pandemia da história do país, ele esculachou Bolsonaro:

“Nenhum presidente, seja ele qual for, não tem autoridade suficiente para abrir mão de qualquer vacina para a Covid-19, venha ela de onde vier. É imoral e quase criminoso pretender isso”, escreveu.

Advertisement

A declaração logo tomou as redes sociais e se tornou um dos assuntos mais comentados da web.

Leia também: Neymar e Luan Santana ficaram com Anitta e Marquezine: usamos camisinha; veja o que eles revelaram aqui

Sobre a recusa de Bolsonaro em aceitar as vacinas “chinesas”, o governador de São Paulo debochou, dizendo que quanto a cloroquina, ineficaz, o presidente não exigiu eficácia:

Advertisement

“Ofereceu (o remédio) até à ema do Alvorada. E nem a ema quis”.

Leia também: Globo está profundamente envergonhada pelo que fez com Fernanda Gentil; veja o que ela fez aqui

Advertisement
Advertisement