Brazil's new President Jair Bolsonaro gestures after receiving the presidential sash from outgoing President Michel Temer at the Planalto Palace, in Brasilia, Brazil January 1, 2019. REUTERS/Sergio Moraes

Uma Medida Provisória assinada nesta quinta-feira (18) pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), permite que a partir de agora os clubes do país possam negociar a transmissão dos jogos em que forem anfitriões. Essa medida dá mais poder aos times, porém causa embate com a emissora que detém os direitos de veicular os jogos no país.

Sendo assim, um clube pode negociar com uma determinada emissora para que os seus jogos como mandantes sejam transmitidos, mesmo que o adversário tenha contrato com outra emissora. Atualmente, os canais só podem transmitir uma partida se tiverem acordo com os dois clubes que vão jogar.

Advertisement

De acordo com a MP, o mandante também poderá veicular os jogos em suas redes sociais. “Pertence à entidade de prática desportiva mandante o direito de arena sobre o espetáculo desportivo, consistente na prerrogativa exclusiva de negociar, autorizar ou proibir a captação, a fixação, a emissão, a transmissão, a retransmissão ou a reprodução de imagens, por qualquer meio ou processo, do espetáculo desportivo”, afirma o texto.

Sem transmissão na Globo

Em 2018, o Palmeiras não chegou a um acordo com a Globo e assinou com a Turner, que no Brasil veicula as partidas no Esporte Interativo. Depois, o time paulista negociou com a emissora de Roberto Marinho para que os seus jogos fossem transmitidos pela TV aberta. Outros clubes que seguiram o mesmo caminho foram Athletico, Santos, Fortaleza e Internacional.

Neste ano, o Flamengo foi outro time que não acertou a transmissão de seus jogos do Campeonato Carioca pela Globo. O duelo com o Bangu, que vai marcar o retorno da competição depois de três meses, não será veiculado pela televisão.

Advertisement