Erika Schneider foi demitida do ballet do Domingão do Faustão em janeiro, por meio de uma vídeo chamada. A artista admite que foi um baque, mas  que não guarda mágoas. “Não fiquei chateada. Era uma coisa que a gente já esperava. O programa vai acabar e é a vida”, disse ela.

“Tudo tem um início, meio e fim. Eu, pelo menos, já esperava esse fim. Imaginei o contrato encerrar. Uma hora ou outra, as meninas teriam que se desvincular. Eu já imaginava”, afirmou Erika.

A tranquilidade de Erika em relação à demissão vem de encontro ao anúncio de Fausto Silva de que deixará a Globo no final deste ano. Diante disso, a equipe e a atração começaram a se dissolver.

Advertisement

A ex-bailarina só tem elogios e gratidão para o apresentador. Foi ele que lançou a dançarina como repórter e apresentadora de merchandising no programa. “Ele é um grande profissional mesmo. Uma pessoa que ajuda muito os outros. Eu era novinha quando entrei no Domingão”, relembra.

“Eles (Faustão) ter me dado a oportunidade de apresentar os merchandisings, de entrevistar grandes personalidades e trabalhar como repórter já é uma coisa importante. Considero algo importante na minha vida. Ele acreditou no meu potencial e em mim. Me deu essa oportunidade”, agradece Erika.

Advertisement

Erika também não poupa elogios para Luciana Cardoso, esposa de Faustão e integrante da produção do dominical. “O carinho que eu tenho por ambos, tanto pela Luciana quanto pelo Fausto, continua igual. A Luciana é uma pessoa incrível, assim como o Fausto. Então, não mudou em nada com relação a isso. Meu carinho e admiração continuam os mesmos”, declarou.

Advertisement