Uma das profissões mais nobres, a de repórter é também uma perigosa. São vários os casos onde é preciso ir a lugares inóspitos para conseguir mostrar uma boa história.

> Demitido do Encontro, humorista ironiza Fátima Bernardes e constrange Anitta; confira a confusão




O problema é que muitas vezes é o perigo que vem até você. Foi exatamente o que aconteceu nesta quinta-feira com o repórter da Globo de São Paulo, Jean Raupp.

Ele estava fazendo uma transmissão ao vivo quando foi surpreendido com um tiroteio muito perto de onde ele estava, há cerca de apenas 200 metros.

> Faustão manda recado para William Waack ao vivo e diretores ficam em pânico; veja a polêmica

Transmitindo direto da avenida 23 de Maio, no Centro de São Paulo, ele ouviu tiros disparados por dois assaltantes de moto (que queriam roubar um posto de combustível) e correu junto com a equipe da emissora.




Houve uma troca de tiros com dois policiais à paisana que estavam no posto para abastecer. Segundo Jean, um dos bandidos foi baleado, enquanto um policial se feriu no ombro.

Grazi Massafera sofre castigo na Globo por reclamar de cena íntima vazada; confira aqui

Minutos depois do susto, já em segurança, o repórter foi chamado pelo apresentador César Tralli: “Olha isso, gente! Jean Raupp, ainda se recuperando do susto? O que foi que aconteceu?”

Ao ver que por sorte (e por poucos metros) o repórter não ficou entre os tiros, Tralli comemorou: “Graças a Deus, vocês todos estão bem, quem estava passando por ali também, não sobrou bala perdida. Que loucura!”.