Um dos maiores tabus da sociedade é sem dúvidas o tamanho do pênis. Homens de todo o mundo sofrem por considerarem que tem um membro menor do que a média, mesmo que a realidade seja outra.




E quando se trata de relacionamentos homossexuais, o problema pode se atenuar uma vez que as inseguranças podem ser refletidas em alguém que tem um corpo semelhante ao seu.

Descubra quais doenças pode pegar ao praticar sexo oral

Um problema refletido

Recentemente, por exemplo, uma pesquisa da GMFA (entidade responsável por pesquisas e ações de proteção a comunidade LGBT nos EUA), mostrou que 22% dos gays já rejeitaram um parceiro por causa do tamanho do pênis dele.

Especialista conta 20 dicas pra descobrir se vc tem um marido/namorado gay

Para o CEO da GMFA, Ian Howley, esse comportamento diz respeito às inseguranças internas de cada um: “Se você está rejeitando alguém, você pode estar fazendo isso porque teme que eles o rejeitem primeiro. Isso significa que você precisa olhar para suas próprias inseguranças, e você ficará menos confiante com elas mesmas”, diz.



Inseguranças são inseguranças

Comprovando que as inseguranças internas não tem relação com o tamanho do membro sexual, a pesquisa mostrou que homens acima da média também enfrentam ansiedade quando se trata de encontrar um parceiro.

Ativo ou passivo? Pesquisa mostra preferência dos gays mineiros

“Encontramos pessoas que são maiores do que a média e possuem uma maior ansiedade. Não só eles têm que lidar com o fato de serem rejeitados às vezes, mas também pessoas que apenas as usam por causa do tamanho do pênis”, continua Howley.

Um número

Apesar dos resultados mencionados acima, 49% dos 566 gays e bissexuais ouvidos pela pesquisa declararam que não se importam com o tamanho do membro do parceiro.



Nude de participante do Master Chef bomba na net; confira

“Geralmente, nós, como comunidade, não abordamos essa questão. Isso mostra que temos muito mais a avançar”, conclui Howley.