A TV Globo e a apresentadora Regina Casé estão sendo processados em cerca de R$ 4 milhões por uma entrevista levada ao ar em 2015.



Leia também: Salário de Renata Vasconcello e William Bonner na Globo vazam na web após polêmica com Bolsonaro; veja aqui os valores

Na ocasião a apresentadora comandava o programa ‘Esquenta’, nos domingos da emissora e decidiu gravar uma entrevista em um hospital.

O entrevista aconteceu com uma criança de apenas oito anos que enfrentava um tumor cerebral em estágio avançado.

Infelizmente o menino morreu apenas cinco dias depois da entrevista. Segundo os pais do garoto, tudo foi feito sem a autorização e por isso agora pedem uma indenização da Globo.



Leia também: Atriz da Globo está trabalhando como garota de programa, veja quanto está cobrando

O pai, Vanderlei Velozo Miranda, entrou com uma ação de danos morais e materiais contra a emissora pedindo exatos R$ 3 milhões e R$ 949 mil.

Ele alega que em nenhum momento assinou autorização para a entrevista, que aconteceu na biblioteca do hospital, e que sua exibição acarretou em danos e sofrimento para a família.

De acordo com informações do processo, o valor pedido está de acordo com a tabela publicitária da TV Globo.



Leia também: Globo obriga Bonner a rebater Bolsonaro ao vivo um dia após polêmica; veja o que ele disse

O mais provável é que Regina Casé não deverá arcar com nenhum custo caso a emissora perca a ação, mas foi convocada a comparecer na Justiça no próximo dia 20 para dar seu depoimento.

“A Globo afirma em sua defesa que há a autorização, contudo, até esse momento nenhum documento foi apresentado neste sentido. E não haverá, pois meus clientes não fizeram autorização por escrito, permitindo a entrevista com a criança, tampouco a veiculação de suas imagens no programa”, disse o advogado da família em entrevista ao Uol.