Pode ser uma das coisas mais estranhas ou inusitadas do mundo pensar nisso, mas segundo a especialista americana Bonnie Kaye, pode ser que neste exato momento você esteja em um relacionamento com um namorado ou marido gay.

Ela própria descobriu que seu marido era gay em 1982 e de lá pra cá se tornou referência no assunto, tendo escrito dezenas de livros e segundo divulga, ajudado mais de 100 mil mulheres a descobrirem que tinham um marido gay ou bissexual.




“Em quase todos os casos, não tínhamos ideia da sexualidade de nossos maridos antes do casamento. Por que imaginaríamos que um homem gay ia querer se casar com uma mulher hétero?”, questiona ela.

Para a especialista no assunto, a situação acontece porque muitos homens sentem desejo por outros homens mas esperam que se casando com uma mulher tudo vai mudar. Claro, isso acaba não acontecendo.

“Existe alguma maneira de saber se meu marido é gay antes ou durante o casamento?”. Essa é, segundo Bonnie, a pergunta que mais escuta. Tentando responder, ela elaborou uma lista com 20 dicas para que mulheres tentem descobrir sobre a sexualidade de seus maridos. O blog ressalta, porém, que a melhor forma de tratar sobre esse assunto sempre será através do diálogo claro e honesto.




Veja as dicas da especialista:

1. Declínio precoce da atividade sexual no casamento, que nunca mais retoma um ritmo satisfatório. Ele tenta convencê-lo de que isso é natural e acontece com todas as relações.

2. Ele se desestimula pela atividade sexual normal e a acusa de ser tarada, agressiva ou ninfomaníaca quando você tem necessidades sexuais normais.

3. O desempenho sexual dele é mais mecânico do que apaixonado, e ele não se dedica a preliminares satisfatórias.

4. Ele diz que está deprimido e vai culpar a depressão ou a medicação para depressão pela falta de desejo sexual.

5. Você encontra estimulantes sexuais como Viagra ou Cialis escondidos pela casa e sabe que ele não fez nenhuma tentativa de fazer amor com você.

6. Ele pede que você use brinquedos sexuais com ele, alegando que precisa de sua próstata estimulada ou porque está a fim de relações bizarro.

7. Ele apaga o histórico do computador o tempo todo.

8. Você encontra pop-ups de pornografia gay no computador, mas ele garante que não são dele.

9. Ele passa tempo demais mandando mensagens de texto em horários pouco convencionais.

10. Ele começa a passar mais tempo na academia e se preocupa em mudar sua aparência.

11. Ele afirma que se sente “preso” no casamento e não sabe explicar o porquê.

12. Ele viaja muito a negócios e você não pode controlar suas atividades.




13. Ele diz que está tendo uma “crise da meia-idade” e se torna mal-humorado e deprimido.

14. Ele menciona um ato de abuso sexual na infância ou adolescência.

15. Ele admite ter tido um episódio homossexual no passado.

16. Ele começa a usar a palavra “bissexual”.

17. Ele visita bares gays alegando que foi apenas fazer companhia a seu amigo gay.

18. Ele assiste a filmes pornôs com cenas gays.

19. Ele faz comentários homofóbicos ou faz muitos comentários gays em conversas.

20. Ele fica especialmente enaltecido com elogios de homens gays.

3 COMMENTS

  1. Que matéria ridícula e preconceituosa. O cara pode ter se desinteressado pela parceira em detrimento de outra mulher. O estímulo da próstata é algo extremamente excitante, independente de orientação… mente aberta e nada mais… sou gay e achei isso deprimente. Meu deus. Ser gay é muito mais q issl ai.

  2. Só existe uma dica e não precisa de especialista. Seu (sua) parceiro (a) gosta de pessoas do mesmo sexo? Caso a resposta seja sim ele (a) é gay.

Comments are closed.