Seja você gay ou hétero, certamente já deve ter se deparado com essa modalidade de relação em alguma conversa ou mesmo em algum post de blogs de relacionamento.

Leia também> 5 Famosos que sofrem com boatos de pênis pequeno

Considerado tabu por muitos, uma das principais questões é como convencer um garoto ou uma garota a experimentar esse tipo de fantasia e, acima de tudo, como fazer de tal forma que seja prazeroso?




Em busca de te ajudar nesta questão, separei algumas dicas que poderão dar uma mãozinha na sua relação. Só lembre de respeitar a decisão e o ritmo da outra pessoa, sempre.

1. Converse
Primeiro de tudo, é preciso apresentar a possibilidade para a outra pessoa. Ver se ela já tentou e o que ela acha da prática é essencial para saber como lidar com o assunto. Também é nesse momento que você descobrirá se ela tem medo da dor ou simplesmente nunca pensou em fazer.

2. Paciência
Ter paciência faz parte do processo. Nem sempre a outra pessoa vai topar de primeira. Afinal de contas, nem todo mundo é igual e muitas vezes é necessário tempo pra pensar no assunto. Por isso tenha calma e continue com os passos.

Leia também> Estudo revela quantas vezes homens devem se masturbar para evitar câncer

3. Prepare-se
Não adianta nada ele ou ela a experimentar e na hora da verdade não estar preparado. Ao contrário da vagina, o ânus não é um dos locais mais lubrificados do corpo. Por isso, é preciso levar lubrificante para que seja mais agradável para ele ou pra ela.

Experimentar algo novo na relação é quase equivalente a perder a virgindade novamente. Então não tente ir direto ao ponto, porque as pessoas não funcionam assim. Uma boa música e um bom ambiente podem te ajudar bastante na hora.

Leia também> Highsexual: Nova categoria de gays, que só são gays quando fumam maconha

5. Calma
Antes de começar, tente seu/sua parceiro/a em calma e bem relaxado/a. Tensão é o que você menos quer nessa hora.

6. Excite
Se você quer algo, dê algo em troca. Será que você também está disposto a experimentar algo novo com a outra pessoa?




4. Crie o clima ideal

Não tente ir direto ao ponto, trabalhe com sua boca, língua, dedos e faça a outra pessoa se sentir desejada e excitada. Lembre que você não deve e não conseguirá nada de forma forçada.

7. Posição é tudo
Quando ele ou ela enfim concordarem em fazer com você, deixe-os na posição que for melhor para eles. Com o tempo vão se acostumar e então vocês poderão variar bastante.

Leia também> Academia de BH ameaça cancelar plano de quem transar no banheiro

Se depois de todos os passos a pessoa continuar relutante, vale conversar sobre algum possível trauma que tenha passado e mostrar que com você as coisas podem ser diferentes.

Lembre-se que a outra pessoa não é só seu objeto, mas a pessoa com quem você está se relacionando.